Categorias
Negativado

Empréstimo Para Negativado [2021]: Não Seja Enganado

Está com o nome negativado e precisa de um empréstimo pessoal? Não deixe de ler este post!

Neste artigo vamos revelar:

  • Quais são as opções de empréstimo para negativado;
  • Quais são os pros e contras;
  • O que você deve evitar na hora de pedir o empréstimo, inclusive para não agravar as taxas de juros;
  • Como fugir das cláusulas abusivas;
  • O que fazer para ter seu empréstimo aceito o mais rápido possível.

Vamos lá?

Negativado pode pedir empréstimo?

Sim, no Brasil já existem empresas que oferecem empréstimo para negativados. Porém, a taxa de juros costuma ser maior, uma vez que o risco de inadimplência é alto.

Um exemplo de empréstimo para negativado é o empréstimo consignado, que pode ser solicitado por qualquer um, até mesmo quem está com o nome sujo. 

No empréstimo consignado, o pagamento é descontado diretamente na folha de pagamento ou no benefício dos aposentados ou pensionistas.

Quem pode pedir empréstimo para negativado?

Pessoas com o CPF registrado em órgãos de restrição de crédito (como SPC e Serasa) podem pedir empréstimo nas seguintes modalidades:

  • Empréstimo para negativados pode ser contratado em empresas como a Simplic, que faz empréstimo pessoal para negativados e tem uma taxa de juros de 15,8% a 17,9% ao mês. 
  • Empréstimo consignado é uma modalidade de crédito pessoal em que o valor das parcelas é descontado diretamente na folha de pagamento ou benefício INSS. O crédito pode ser obtido em bancos ou instituições financeiras no valor limite de 35% do valor mensal do salário, aposentadoria ou pensão.
  • Empréstimo com garantia no veículo é uma modalidade de crédito em que um automóvel é colocado como garantia do pagamento total do empréstimo.
  • Empréstimo com garantia de imóvel é uma linha de crédito em que um imóvel é colocado como garantia do pagamento total do empréstimo.

Quais são os documentos necessários para solicitar um empréstimo para negativado?

Para solicitar empréstimo para negativado, os bancos e instituições financeiras costumam solicitar os seguintes documentos:

  • Documento oficial com foto;
  • CPF;
  • Comprovante de renda: holerite, contracheque, extrato bancário, carteira de trabalho ou declaração do imposto de renda.

Como saber se a taxa do empréstimo para negativado é abusiva?

Muitas vezes os juros são praticados acima do que autoriza o Banco Central. Apesar disso, infelizmente o Brasil ainda não tem uma lei direcionada a juros abusivos.

De qualquer forma, o consumidor tem a seu lado algumas “brechas” e exemplos de decisões judiciais que ele pode utilizar para se fundamentar e se defender.

O ideal é sempre recorrer à jurisprudência (decisões anteriores sobre o mesmo tema), pois pode haver correções ainda que o contrato já tenha sido assinado.

No site do Banco Central o consumidor encontra uma ferramenta que pode lhe ajudar a fazer os cálculos dos juros: a “Calculadora do Cidadão”.

Como saber se o contrato do empréstimo para negativado tem cláusulas abusivas?

Em primeiro lugar, é preciso fazer uma revisão do contrato. Importante: isso é legal e permitido, ok?

Se não há uma definição clara na lei, você pode recorrer à jurisprudência – conjunto de decisões anteriores dos tribunais que podem servir de base para novos julgamentos – a fim de que o site ou instituição financeira que realizou a cobrança abusiva de juros revise o contrato e/ou devolva os juros abusivos. 

É importante que você esteja ciente de que nenhuma instituição pode cobrar juros que estão acima daqueles orientados pelo Banco Central.

Como saber se o banco está te cobrando taxas escondidas no empréstimo para negativado?

De acordo com o SERASA, toda pessoa que busca crédito deve observar não somente o valor das parcelas, mas também quais são os juros que serão cobrados.

Veja as principais formas de cobrar juros utilizadas por bancos e instituições financeiras: 

  • CET (Custo Efetivo Total): além da taxa de juros, recai também todas as tarifas (tributos, seguros e despesas que serão cobrados do indivíduo).
  • IOF: Imposto sobre Operações Financeiras.
  • Tarifa de cadastro: é livre, cada empresa pode cobrar como quiser. 
  • Seguro: pode haver algum tipo de seguro para cobrir desemprego ou óbito do favorecido. 
  • Depósito antecipado: verdadeiro golpe das empresas. Completamente fora da legalidade.

Para ficar mais fácil, o consumidor pode buscar ajuda no site do Serasa eCred. Trata-se de uma ferramenta que indica qual crédito é o melhor, gratuitamente.

Como seu “Serasa Score” influencia a aprovação do seu empréstimo para negativado?

O Serasa Score usa somente informações relevantes para a análise de risco de crédito.

Dessa forma, o consumidor só tem a ganhar com ofertas mais justas de juros para os empréstimos e financiamentos.

O que fazer se você contratou um empréstimo para negativado com cláusulas abusivas?

O consumidor devem, em primeiro lugar, ter acesso a sua documentação. Se não lhe for entregue por requerimento administrativo, é possível recebê-la por meio de medida judicial.

Depois, o consumidor deve solicitar à instituição financeira o requerimento administrativo referente ao empréstimo.

Em seguida, será preciso fazer uma Ação Revisional do Contrato. Nela será feita a modificação de cláusula contratada, na qual incide o abuso dos juros.  Essa é a medida está de acordo com as normativas do Banco Central. 

E, finalmente, é preciso analisar a relação contratual para verificação de possíveis ilegalidades que podem ser perfeitamente identificadas, a partir da operação Identificação das Ilegalidades, até chegar ao ponto da recuperação de valores que geralmente são devolvidos em dobro pela instituição financeira

Como negociar um empréstimo para negativado para limpar o seu nome?

A recomendação é que o consumidor troque a dívida atual por outra mais barata. Sendo assim, recomenda-se que o consumidor compare as diferentes taxas de juros oferecidas pelo mercado e opte pela mais em conta, de modo a pagar o menor valor possível sobre a quantia total do empréstimo.

O conselho é: pesquise muito, comente com amigos, peça ajuda, antes de fechar negócio e NUNCA pague qualquer valor antecipado. Isso porque empresas fraudulentas costumam aproveitar da situação difícil para cobrar depósitos antecipados, taxas e juros. 

A melhor forma é seguir o passo a passo do Serasa Limpa Nome.

Para isso é preciso:

  1. Acessar o site do Serasa Limpa Nome.
  2. Digitar o seu CPF e clicar em “CONSULTAR”.
  3. Conferir suas dívidas e escolher a melhor opção de negociação para o seu bolso.
  4. Seguir os passos de negociação.
  5. Clicar em gerar o boleto.
  6. Realizar o pagamento.

Por que os bancos estão dando descontos de até 90% para devedores pagarem suas dívidas?

Segundo levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC):

  • A maior parte das dívidas em aberto no país (53%) está ligada a instituições financeiras.
  • Já o comércio responde por uma fatia de 17% do total de dívidas.
  • O setor de comunicação foi responsável por 12% das pendências.
  • As contas de água e luz, por 10%.

Por esse motivo, os bancos estão fazendo essa mobilização, com o intuito de diminuir e até acabar definitivamente com a inadimplência. Ao mesmo tempo, oferece ao consumidor a oportunidade de limpar o seu nome.

Categorias
Negativado

Crédito Para Negativado [2021]: Não Seja Enganado

Está com o nome negativado e precisa de um crédito pessoal? Não deixe de ler este post!

Neste artigo vamos revelar:

  • Quais são as opções de crédito para negativado;
  • Quais são os pros e contras;
  • O que você deve evitar na hora de pedir o crédito, inclusive para não agravar as taxas de juros;
  • Como fugir das cláusulas abusivas;
  • O que fazer para ter seu crédito aceito o mais rápido possível.

Vamos lá?

Negativado pode pedir crédito?

Sim, no Brasil já existem empresas que oferecem crédito para negativados. Porém, a taxa de juros costuma ser maior, uma vez que o risco de inadimplência é alto.

Um exemplo de empréstimo para negativado é o empréstimo consignado, que pode ser solicitado por qualquer um, até mesmo quem está com o nome sujo. 

No empréstimo consignado, o pagamento é descontado diretamente na folha de pagamento ou no benefício dos aposentados ou pensionistas.

Quem pode pedir crédito para negativado?

Pessoas com o CPF registrado em órgãos de restrição de crédito, como SPC e Serasa, podem pedir crédito para negativado nas seguintes modalidades:

  • Crédito para negativados pode ser contratado em empresas como a Simplic, que faz empréstimo pessoal para negativados e tem uma taxa de juros de 15,8% a 17,9% ao mês. 
  • Crédito consignado é uma modalidade de crédito pessoal em que o valor das parcelas é descontado diretamente na folha de pagamento ou benefício INSS. O crédito pode ser obtido em bancos ou instituições financeiras no valor limite de 35% do valor mensal do salário, aposentadoria ou pensão.
  • Crédito com garantia no veículo é uma modalidade de crédito em que um automóvel é colocado como garantia do pagamento total do empréstimo.
  • Crédito com garantia de imóvel é uma linha de crédito em que um imóvel é colocado como garantia do pagamento total do empréstimo.

Quais são os documentos necessários para solicitar crédito para negativado?

Para solicitar crédito para negativado, os bancos e instituições financeiras costumam solicitar os seguintes documentos:

  • Documento oficial com foto;
  • CPF;
  • Comprovante de renda: holerite, contracheque, extrato bancário, carteira de trabalho ou declaração do imposto de renda.

Como saber se a taxa do crédito para negativado é abusiva?

Muitas vezes os juros são praticados acima do que autoriza o Banco Central. Apesar disso, infelizmente o Brasil ainda não tem uma lei direcionada a juros abusivos.

De qualquer forma, o consumidor tem a seu lado algumas “brechas” e exemplos de decisões judiciais que ele pode utilizar para se fundamentar e se defender.

O ideal é sempre recorrer à jurisprudência (decisões anteriores sobre o mesmo tema), pois pode haver correções ainda que o contrato já tenha sido assinado.

No site do Banco Central o consumidor encontra uma ferramenta que pode lhe ajudar a fazer os cálculos dos juros: a “Calculadora do Cidadão”.

Como saber se o contrato do crédito para negativado tem cláusulas abusivas?

Em primeiro lugar, é preciso fazer uma revisão do contrato. Importante: isso é legal e permitido, ok?

Se não há uma definição clara na lei, você pode recorrer à jurisprudência – conjunto de decisões anteriores dos tribunais que podem servir de base para novos julgamentos – a fim de que o site ou instituição financeira que realizou a cobrança abusiva de juros revise o contrato e/ou devolva os juros abusivos. 

É importante que você esteja ciente de que nenhuma instituição pode cobrar juros que estão acima daqueles orientados pelo Banco Central.

Como saber se o banco está te cobrando taxas escondidas no crédito para negativado?

Na maioria das vezes, os bancos costumam aproveitar da falta de conhecimento do consumidor e embutir taxas de juros no valor total das parcelas. 

Assim, o incauto consumidor vai praticamente “entregar” seu dinheiro a instituição financeira e arcar com uma dívida que não esperava.

De acordo com o SERASA, toda pessoa que busca crédito deve observar não somente o valor das parcelas, mas também quais são os juros que serão cobrados.

Veja as principais formas de cobrar juros utilizadas por bancos e instituições financeiras: 

  • CET (Custo Efetivo Total): além da taxa de juros, recai também todas as tarifas (tributos, seguros e despesas que serão cobrados do indivíduo).
  • IOF: Imposto sobre Operações Financeiras.
  • Tarifa de cadastro: é livre, cada empresa pode cobrar como quiser. 
  • Seguro: pode haver algum tipo de seguro para cobrir desemprego ou óbito do favorecido. 
  • Depósito antecipado: verdadeiro golpe das empresas. Completamente fora da legalidade.

Para ficar mais fácil, o consumidor pode buscar ajuda no site do Serasa eCred. Trata-se de uma ferramenta que indica qual crédito é o melhor, gratuitamente.

Como seu “Serasa Score” influencia a aprovação do seu crédito para negativado?

O Serasa Score usa somente informações relevantes para a análise de risco de crédito.

Dessa forma, o consumidor só tem a ganhar com ofertas mais justas de juros para os empréstimos e financiamentos.

O que fazer se você contratou um crédito para negativado  com cláusulas abusivas?

O consumidor devem, em primeiro lugar, ter acesso a sua documentação. Se não lhe for entregue por requerimento administrativo, é possível recebê-la por meio de medida judicial.

Depois, o consumidor deve solicitar à instituição financeira o requerimento administrativo referente ao empréstimo.

Em seguida, será preciso fazer uma Ação Revisional do Contrato. Nela será feita a modificação de cláusula contratada, na qual incide o abuso dos juros.  Essa é a medida está de acordo com as normativas do Banco Central. 

E, finalmente, é preciso analisar a relação contratual para verificação de possíveis ilegalidades que podem ser perfeitamente identificadas, a partir da operação Identificação das Ilegalidades, até chegar ao ponto da recuperação de valores que geralmente são devolvidos em dobro pela instituição financeira.

Como negociar um crédito para negativado para limpar o seu nome?

A recomendação é que o consumidor troque a dívida atual por outra mais barata. Sendo assim, recomenda-se que o consumidor compare as diferentes taxas de juros oferecidas pelo mercado e opte pela mais em conta, de modo a pagar o menor valor possível sobre a quantia total do empréstimo.

O conselho é: pesquise muito, comente com amigos, peça ajuda, antes de fechar negócio e NUNCA pague qualquer valor antecipado. Isso porque empresas fraudulentas costumam aproveitar da situação difícil para cobrar depósitos antecipados, taxas e juros. 

A melhor forma é seguir o passo a passo do Serasa Limpa Nome.

Para isso é preciso:

  1. Acessar o site do Serasa Limpa Nome.
  2. Digitar o seu CPF e clicar em “CONSULTAR”.
  3. Conferir suas dívidas e escolher a melhor opção de negociação para o seu bolso.
  4. Seguir os passos de negociação.
  5. Clicar em gerar o boleto.
  6. Realizar o pagamento.

Por que os bancos estão dando descontos de até 90% para devedores pagarem suas dívidas?

Segundo levantamento da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC):

  • A maior parte das dívidas em aberto no país (53%) está ligada a instituições financeiras.
  • Já o comércio responde por uma fatia de 17% do total de dívidas.
  • O setor de comunicação foi responsável por 12% das pendências.
  • As contas de água e luz, por 10%.

Por esse motivo, os bancos estão fazendo essa mobilização, com o intuito de diminuir e até acabar definitivamente com a inadimplência. Ao mesmo tempo, oferece ao consumidor a oportunidade de limpar o seu nome.